Oficina Obras Públicas compartilha iniciativas inovadoras para a fiscalização

A Oficina Obras Públicas, que tem como presidente de mesa a conselheira interina Jaqueline Jacobsen (TCE-MT), está discutindo diversas iniciativas inovadoras, entre elas o Manual de Procedimentos de Auditoria de Obras Rodoviárias e Vias Urbanas (Ibraop), o Uso de Equipamentos de Topografia e Drones na Fiscalização de Obras (TCE-GO), o Levantamento e Mapeamento de Obras com Utilização de Drones (TCE-PB), Ensaios de Controle Tecnológico aplicados em Auditorias de Obras e Serviços de Engenharia (TCM-SP), Uso de LabTCF em Auditorias de Obras Rodoviárias e de Vias Urbanas (TC-DF) e o Laboratório de Análises de Solos e Misturas Asfálticas na Fiscalização de Obras Rodoviárias( TCE-GO).

“São boas práticas que já estão sendo executadas e possuem bons resultados em diversos Tribunais de Contas. Com isso ganhamos conhecimento para melhorar as ações do TCE-MT. Não é preciso ficar tentando reinventar a roda, podemos aproveitar práticas que já estão sendo desenvolvidas e são bem sucedidas. É uma maneira de aprimorar o trabalho e reduzir custos também”, avaliou a conselheira interina Jaqueline Jacobsen. Ela ressaltou ainda que o TCE de Mato Grosso tem uma equipe de auditores capacitada e competente atuando junto à Secretaria de Controle Externo de Obras e Infraestrutura e ferramentas inovadoras como o Geo-obras. Ao fazer o seu trabalho como relatora das contas da Secretaria de Estado de Infraestrutura – Sinfra, Jaqueline comentou que recebe relatórios bem elaborados e embasados com provas contundentes e “isso dá uma segurança muito grande para os conselheiros”, avaliou.

Conselheira interina Jaqueline Jacobsen

Em 2017, as obras públicas executadas pelo Governo de Mato Grosso somaram cerca de R$ 1,2 bilhão. Por envolver volume alto de recursos é considerada pelo controle externo como uma área sensível onde podem ocorrer muitos prejuízos ao erário se ocorrerem erros e fraudes. “É uma área muito relevante por isso a necessidade de aprimorar cada vez mais o controle externo. Este ano já tivemos inúmeros processos relativos às obras públicas, que permitiram economizar recursos com redução de preços ainda na análise dos editais”, explicou Jaqueline.

O 1º Laboratório de Boas Práticas do Controle Externo continua nesta terça-feira, dia 4, nas dependências do TCE-MT. O evento é transmitido ao vivo pela TV Contas e pelo YouTube. Ao final, as palestras estarão disponíveis no Portal da instituição. Todos os trabalhos serão reunidos em um e-book, a ser lançado em novembro, durante o Congresso Nacional dos Tribunais de Contas.